Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CNS recomenda aprovação de PL que proíbe venda de refrigerantes nas escolas

WhatsApp Image 2020 02 14 at 13.22.56

Início do conteúdo da página

CNS recomenda aprovação de PL que proíbe venda de refrigerantes nas escolas

O PL, que deve ser votado entre deputados e deputadas ainda este ano, visa gerar hábitos mais saudáveis na população

  • Publicado: Terça, 15 de Outubro de 2019, 11h06
  • Última atualização em Terça, 15 de Outubro de 2019, 11h06
imagem sem descrição.

Durante a 322ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS), ocorrida dias 10 e 11 de outubro, conselheiros e conselheiras aprovaram recomendação ao parlamento para que seja aprovado o Projeto de Lei (PL) nº 1755/2007. O objetivo é proibir a venda de refrigerantes em cantinas de escolas de Educação Básica. A bebida industrial vem causando inúmeros agravos à saúde de crianças e adolescentes no Brasil, que vêm sofrendo com obesidade, gastrite e úlceras.

De acordo com pesquisa Vigitel, do Ministério da Saúde, mais da metade da população brasileira tem excesso de peso (56,9%), o que equivale a cerca de 82 milhões de pessoas com 18 anos ou mais, e que a obesidade já atinge mais de 20% da população. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) também apontam que o Brasil consome 50% a mais de açúcar do que o recomendado, com impacto no aumento da diabetes nos últimos anos. De 2010 a 2016, a doença cresceu 54% entre os homens e 28,5% entre as mulheres.

Para a recomendação, o CNS também se baseou nas análises da Comissão Intersetorial de Alimentação e Nutrição (Cian) e nas metas contidas no Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Plansan) 2016-2019, que inclui: deter o crescimento da obesidade na população adulta até 2019, por meio de políticas intersetoriais de saúde e segurança alimentar e nutricional; reduzir o consumo regular de refrigerante e suco artificial.

322RO CNS

 

Votação deve ocorrer ainda este ano

O PL, que deve ser votado entre deputados e deputadas ainda este ano, é de autoria do deputado Fábio Ramalho. A proposição tramita desde 2007 e já está sujeita à apreciação do plenário da casa. A ideia é proibir venda de refrigerantes na Educação Básica, que engloba a Educação Infantil, o Ensino Fundamental obrigatório de nove anos e o Ensino Médio.

Saiba mais

A Cian é uma comissão definida pela Lei nº 8.080/1990, que regulamenta o SUS. Seu objetivo é controlar e avaliar as diretrizes e prioridades da Política Nacional de Alimentação e Nutrição, contribuindo para a consolidação do Sistema Nacional de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan), além de acompanhar a implementação e controle do Programa Bolsa-Família e políticas sociais que podem atingir à alimentação e nutrição. Ter uma alimentação saudável e prevenir a desnutrição contribui para a redução da obesidade e doenças crônicas não transmissíveis, gerando mais qualidade de vida para a população.

Leia a recomendação na íntegra

Foto: Diário da Manhã

Ascom CNS

registrado em:
Fim do conteúdo da página