Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Em 2019, MT, TO, RR, AP, PI, PB, AC e AM receberam reuniões preparatórias para oficinas sobre controle social no SUS
Início do conteúdo da página

Em 2019, MT, TO, RR, AP, PI, PB, AC e AM receberam reuniões preparatórias para oficinas sobre controle social no SUS

As reuniões, que fazem parte do Projeto de Formação de Multiplicadores para o Controle Social no SUS, preparam o curso para todos os estados brasileiros em 2020

  • Publicado: Sexta, 29 de Novembro de 2019, 09h15
  • Última atualização em Sexta, 29 de Novembro de 2019, 09h15
imagem sem descrição.

 

Membros da Comissão de Educação Permanente para o Controle Social do SUS (CIEPCSS), do Conselho Nacional de Saúde (CNS), e do Centro de Educação e Assessoramento Popular (Ceap), já percorreram 8 dos 10 estados que foram escolhidos para a realização de reuniões preparatórias para as Oficinas de Formação para o Controle Social no SUS. São eles: Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Amapá, Piauí, Paraíba, Acre e Amazonas.

As reuniões, que fazem parte do Projeto de Formação de Multiplicadores para o Controle Social no SUS, reuniram em torno de 200 pessoas, que compõem as mesas diretoras dos conselhos estaduais, comissões estaduais de educação permanente e lideranças de movimentos sociais, populares e sindicais.

O objetivo dos encontros é aproximar o CNS dos conselhos estaduais de saúde e movimentos sociais, e mobilizar para que as pessoas participem das Oficinas de Formação, organizadas pelo CNS, com apoio da Organização Pan-americana de Saúde (Opas) e realizadas pelo Ceap.

zbb 1030x773

“Pactuamos responsabilidades e a agenda do Projeto de Formação, que pretende qualificar e fortalecer os espaços de controle social, a participação social em defesa da democracia, da saúde como direito humano e o SUS como política pública. Construiremos uma rede de multiplicadores com milhares de pessoas engajadas na luta em defesa da vida e de um sistema público universal para 100% dos brasileiros e brasileiras”, explicou a conselheira nacional de saúde e coordenadora da comissão, Sueli Barrios.

No ano passado, o CNS promoveu 68 oficinas com a participação de mais de 4 mil pessoas. A participação popular na construção e fiscalização das políticas públicas de saúde é direito constitucional fundamental para a garantia da democracia participativa.

Metodologia das Oficinas de Formação 2020

 O calendário das oficinas está sendo construído com os conselhos estaduais e será divulgado no início de janeiro, quando a plataforma digital também estará disponível para inscrição dos participantes. A seleção será de responsabilidade dos conselhos estaduais, das comissões de educação permanente e da comissão, do CNS.

Cada oficina contará com a participação de 30 pessoas, das quais 20 vagas serão para conselheiros(as) e 10 vagas para lideranças de movimentos sociais. O número de oficinas por estado segue critérios pactuados na Mesa Diretora do CNS, na comissão e no Ceap, contemplando o número de municípios por estado, número de habitantes, questões geográficas, dentre outros.

Ascom CNS

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página